quarta-feira, 17 de agosto de 2011

III TNLO

Uma prova nocturna têm a sua beleza e loucura, uma prova de montanha ou em trilhos a noite é para loucos ou aventureiros e foi a procura da aventura que 5 amigos foram até Óbidos para participar nos trilhos nocturnos.
O ambiente é muito diferente das provas de estrada, por exemplo:1h antes da partida já estão todos atletas prontos no ponto de encontro e a espera que a organização se certifique que os atletas estão presentes e levam o material obrigatório para participar neste tipo de provas  e o aquecimento fica por alguns exercícios de alongamentos e muita conversa e aquela hora decorre rapidamente e sem stress.
Os nossos elementos combinaram realizar a prova juntos mas ficaram pela intenção e rapidamente se dividiram e formam dois grupos(Ricardo e Filipe e outro com J.Adelino,Moga e Fernando),e mais tarde o Adelino a acusar a falta de preparação e resguardar-se um pouco para que termina-se como tinha pensado.
A beleza destas provas não se descreve em simples palavras e digo eu " passei por montes e florestas que de carro tinha medo a pé nem me atrevia a iniciar o trajecto" mas em competição a palavra medo troca com prazer, prazer de correr e conversar e descobrir o percurso .Foi uma prova bonita pelas centenas de luzes de "E.T"s, que serpentavam ao longo do percurso e a chegada muito dura com direito a contagem dos metros finais pelos apoiantes e UF!! final,porque afinal foram 25 Kms.

Classificação:
112º Ricardo Pereira 2h50'41
113º Filipe Ramalho 2h51'07
131º Fernando Silva 2h59'11
132º José Moga 2h59'13
162º Joaquim Adelino 3h10'48
Completaram a prova 188 atletas





4 comentários:

Anônimo disse...

É mesmo de loucos e aventureiros. Parabéns a todos e um grande abraço.
Leonel Neves

Parafita disse...

Isto foi uma maravilha, recomendo a quem nunca experimentou.

tenis nike disse...

É simplesmente fantastico mesmo.

Mário Lima disse...

Parabéns à equipa do "Vale de Silêncio" que esteve presente neste TNLO.

Não há dúvida amigo Fernando que estas provas nada têm a ver com as provas de estrada.

Sem 'stresses', em amena cavaqueira e ali fomos nós em pelotão até à partida!

O importante foi lá estar, apreciar a corrida, o que de belo ela tem. Com pisos variados, tanto se corre como se anda, pena foi a chuvinha persistente, depois é atingir o Castelo e saber que valeu a pena o esforço pela maravilha do percurso.

Fernando, foi grato vê-lo passar por mim a poucos km do final, sinal que está em boa forma e, por aquilo que aqui está escrito, temos equipa para os próximos trails.

A estrada já deu o que tinha a dar!

:)

Abraços!